Patinho ou Filé Mignon?

  • Juliana Grazini dos Santos
Patinho ou Filé Mignon?

 

começar a escrever numa hora destas, em que o sangue ferve mas é preciso muita racionalidade.

Escândalos com alimentos não são raros. Como diz um exímio auditor da área de alimentos da União Europeia: “riscos zero não existem”. Alimento 100% seguro é ilusão.

Raro, no sentindo espanhol, ou bizarro é a maneira como um país em plena crise econômica, fragilidade política, instabilidade internacional, trata de um assunto banal de maneira ignóbil!

Caros jornalistas, caros editores, caros lobistas, caros todos os que se regozijam com informações alarmistas, sensacionalistas e sobretudo sem fundamentos.

A investigação, fiscalização e sanção de atividades fora das "normas" de segurança e qualidade de alimentos acontece todos os dias, e ficais, felizmente poucos, se vendem todos os dias...

O problema não está na carne...o problema está nos hábitos altamente corruptíveis dos brasileiros e nas arestas legislativas do país...

O Brasil sofre por ter pouca concorrência interna, sofre por ter uma legislação falha e cheia de arestas que deixa bastante espaço para as tais propinas. Mas o Brasil não sofre por falta de fiscalização e um sistema de controle sanitário de alimentos de excelência.

Grave para mim é a falta de preparo de jornalistas que lançam boatos; e editores que, por inúmeros motivos (e não estou julgando ninguém), se submetem a divulgar notícias sensacionalistas, partidárias, descontextualizadas e rasas de maneira muito leviana. Esta falta de profissionalismo das "mídias" está acabando com a economia brasileira que sempre foi frágil.

E quem vai pagar esta conta, mais uma vez será a classe média e baixa, os pequenos criadores, frigoríficos e as classes profissionais que fazem um trabalho sério dentro do possível (o empresariado brasileiro é um dos mais corruptos do mundo) para manter a qualidade da carne...Como sempre, quem paga o pato são os que menos têm a ver com a atitude egoísta dos dirigentes...

EUA, UE e China e outros estão à procura de novos mercados... Brasil detém uma grande parte do mercado estrangeiro de carne, soja e outros commodities.... Por que este tiro no pé? Pra que fazer alarde de uma ação corriqueira?

No mundo, lotes e mais lotes de alimentos impróprios para o consumo são encontrados todos os dias, mas as ações discretas, são feitas em prol da economia e dos consumidores.

Tapa na cara da economia, maus tratos aos consumidores! Isso é que estamos fazendo com este tipo de informação parcial, descontextualizada, alarmante e ignorante.

Quem conhece de normas de qualidade para exportação, como as empresas envolvidas numa falha local bem determinada, conhece bem o rigor dos países importadores.

Que país importaria carne imprópria para o consumo?????????????? Países africanos talvez... E é pra lá que Brasil exporta?

Leiam: https://comissaotecnicadealimentos.wordpress.com/2017/03/20/enio-marques-caros-amigos-a-carne-e-forte/

Minimalist © 2014 -  Hébergé par Overblog