Prato quente no màquina de lavar roupa.

 

A ideia foi de um aluno de 4º ano do curso de designe industrial da Academia de Bezatel (Jerusalém), Iftach Gazit.

 

O projeto nominado "Sob a vida", utiliza as técnicas de cocção "sous-vide" para cozinhar ou esquentar alimentos em "banho-maria" sob temperaturas entre 50 e 70 graus Célsius.

 

E, segundo Iftach Gazit, " estas temperaturas de àgua são encontradas nas màquinas de lavar roupa."

 

Para ele, esta ideia poderia mesmo ajudar as pessoas mais carentes, que na maioria, sem màquina de lavar roupa em casa, utilizam as lavandarias , e enquanto lavam suas roupas poderiam preparar comida.

 

Numa embalagem "water proof" em tyvek (material sintético) os alimentos dentro de uma embalagem de plàstico podem ir à màquina sem risco de sujarem a roupa ou se contamiarem com sabão ou àgua suja.

 

 

Segundo Iftach Gazit a lavanderia tem sido uma solução para os "sem abrigo" e como descreveu um blogger sem domicilio fixo (afrostyplease) : " a lavanderia é um dos lugares mais ùteis sobre a terra, junto com as livrarias. Você pode lavar sua roupa, encher uma garafa de àgua, recarregar a bateria do telefone...Ocasião de ter um tempo seu sem se sentir ameaçado...".

 

Todo cuidado com o "design packaging", com informações sobre nutrição e valorizando cada preparação selecionada faz parte da estratégia para reconfortar pessoas que precisam se sentir valorizadas. Os sem domicilio fixo, ou sem abrigo, têm um coponento emocional muito peculiar.

 

Para Iftach Gazit  o objetivo do projeto não é virar moda ou tendência de restaurantes em voga à la Damien Hirst, é uma maneira de lembrar da crise econômica de 2008 que colocou muitas pessoas fora de suas casas. Um olhar lùcido sobre o que nos rodeia, um reflexo dos nossos gostos, das nossas capacidades econômicas e da nossa cultura."

 

Mesmo se pode-se questionar o projeto do ponto de vista ecologico, o mesmo não deixa de ser um belo projeto artistico e de engajamento humanitàrio e social.

 

Claro, em paises onde as lavanderias pùblicas existam e onde as màquinas de lavar alcance as tais temperaturas.

 

Fonte: http://www.influencia.net/fr/actualites/design-lab,conversation,plats-qui-rechauffent-dans-lave-linge,7247.html?utm_campaign=newsletter-s30-26_07_2017&utm_source=influencia-newsletter&utm_medium=email&utm_content=plats-qui-rechauffent-dans-lave-linge

 

 

Juliana T. Grazini dos Santos (teclado francês, sem sinais gràficos para ortografia portuguesa).

 

Prato quente no màquina de lavar roupa.
Minimalist © 2014 -  Hébergé par Overblog